Objetivos

A base de trabalho do CIAS assenta no estudo dos determinantes da saúde, doença e bem-estar humanos nas sociedades atuais e pretéritas através de uma perspetiva bio-cultural, com forte ênfase na cultura, história, sociedade, família e conjunturas político-económicas, bem como na compreensão da história evolutiva humana.

Os projetos desenvolvidos no CIAS debruçam-se sobre diferentes tópicos, entre os quais:

  1. Estudar as origens do desenvolvimento humano da saúde e da doença
  2. Avaliar da prevalência de obesidade em crianças e adolescentes em relação com diferentes determinantes como os comportamentos sedentários (assistir televisão, usar a internet) e os padrões de atividade física
  3. Identificar desigualdades sociais no crescimento e na saúde
  4. Avaliar a tendência da saúde bucal em crianças
  5. Caraterizar a variação genética entre indivíduos e populações
  6. Entender porque é que a incidência de doenças genéticas varia entre populações
  7. Compreender os efeitos de doenças genéticas do passado na variação dos padrões genéticos das populações modernas
  8. Comparar as populações Mesolíticas e contemporâneas para identificar histórias de vida individuais e reconstruir a demografia do passado
  9. Explorar a relevância dos restos osteológicos para o estudo das condições e comportamentos humanos
  10. Desenvolver métodos para a diagnose sexual, estimativa da idade à morte e identificação de patologias (particularmente doenças infeciosas e neoplásicas, stress, e dieta) a partir da análise do esqueleto