Obesidade abdominal nas crianças deve ser incluída nas consultas médicas de rotina

Um projeto de doutoramento desenvolvido por membros do CIAS, na área da atividade física e obesidade em crianças, tem sido notícia em jornais nacionais.

O estudo, publicado na Acta Médica Portuguesa, mostra que a prevalência de obesidade abdominal em crianças é elevada e que pode ser independente do status nutricional. Os autores realçam a importância de incluir esta medida nas consultas médicas de rotina dado que obesidade abdominal tem sido associada a fatores de risco de doenças cardiovasculares e metabólicas (ler a notícia na totalidade no Viver Saudável).

No que diz respeito à atividade física, um dos resultados do estudo revela que os estereótipos de género no desporto estão presentes desde tenra idade o que tem um impacto negativo na prática desportiva em crianças (ler no Diário de Notícias).

 

Obesidade abdominal nas crianças deve ser incluída nas consultas médicas de rotina

Leave a Reply